Previsões para Câncer em 2017

Dois dos mais significativos indicadores de mudança do zodíaco (Urano e Plutão) estão em signos de quadratura a Câncer (Áries e Capricórnio, respectivamente). Áries, signo da individualidade, desafia a natureza gregária e familiar do canceriano; enquanto Capricórnio, signo da carreira, profissão e perseverança, tem obrigado estes nativos a tirar a sua atenção do núcleo familiar para colocá-la em seu futuro (profissional e geral). Em 2017, estes dois planetas não estarão mais em quadratura entre si por grau, o que torna a sua atuação mais leve. No entanto, estando ainda em signos que fazem quadratura entre si e que quadram Câncer, a ocorrência de eventos externos (quadratura) que obriga essas pessoas a desviarem a atenção da sua zona de conforto continua atuando.

Previsões para Câncer em 2017

Previsões para Câncer em 2017

Dois dos mais significativos indicadores de mudança do zodíaco (Urano e Plutão) estão em signos de quadratura a Câncer (Áries e Capricórnio, respectivamente). Áries, signo da individualidade, desafia a natureza gregária e familiar do canceriano; enquanto Capricórnio, signo da carreira, profissão e perseverança, tem obrigado estes nativos a tirar a sua atenção do núcleo familiar para colocá-la em seu futuro (profissional e geral). Em 2017, estes dois planetas não estarão mais em quadratura entre si por grau, o que torna a sua atuação mais leve. No entanto, estando ainda em signos que fazem quadratura entre si e que quadram Câncer, a ocorrência de eventos externos (quadratura) que obriga essas pessoas a desviarem a atenção da sua zona de conforto continua atuando.

Desde 2011 os cancerianos têm sido desafiados a rever sua vida, seu sentido de identidade e sua relação com o mundo.

Dois dos mais significativos indicadores de mudança do zodíaco (Urano e Plutão) estão em signos de quadratura a Câncer (Áries e Capricórnio, respectivamente). Áries, signo da individualidade, desafia a natureza gregária e familiar do canceriano; enquanto Capricórnio, signo da carreira, profissão e perseverança, tem obrigado estes nativos a tirar a sua atenção do núcleo familiar para colocá-la em seu futuro (profissional e geral). Em 2017, estes dois planetas não estarão mais em quadratura entre si por grau, o que torna a sua atuação mais leve. No entanto, estando ainda em signos que fazem quadratura entre si e que quadram Câncer, a ocorrência de eventos externos (quadratura) que obriga essas pessoas a desviarem a atenção da sua zona de conforto continua atuando.

As previsões que você encontra abaixo estão divididas por decanato, ou seja, um período de dez dias em cada signo. Como a data que um decanato começa ou termina varia anualmente, se você nasceu no início ou no final deste período, sugiro que consulte um astrólogo para sanar a dúvida.

Vale reforçar que as previsões que você encontra neste conteúdo levam em consideração apenas os aspectos que alguns planetas fazem com seu Sol em Câncer. Mas certamente há outros pontos relevantes em seu Mapa Astral que devem ser considerados, para que tenha um panorama mais completo do seu ano. Você pode ler as tendências para seu ascendente aqui ou consultar um astrólogo para descobrir outras previsões para sua vida.

SEGUNDO E TERCEIRO DECANATOS - 2 A 22 DE JULHO

Em 2017, os mais afetados por Plutão em Capricórnio serão os nascidos no final do segundo decanato, entre 7 e 14 de julho. Já os mais afetados por Urano em Áries serão os nascidos no terceiro decanato, entre 14 e 22 de julho.

A principal mensagem de Urano em Áries é: "você não pode existir enquanto família se não for capaz de existir primeiro enquanto unidade". É a mesma lógica de quando a comissária de bordo diz que, em caso de despressurização da aeronave, máscaras de oxigênio cairão sobre as nossas cabeças, e que nós devemos colocar primeiro as nossas próprias máscaras antes de ajudar os outros. Ou seja, se você não estiver bem, não poderá cuidar de mais ninguém. Logo, é preciso saber e buscar o que faz bem a você antes de buscar o melhor para os demais.

Assim, tenha em mente que as mudanças geradas por Urano durante este ano terão o objetivo de trazer este aprendizado.

Já Plutão em Capricórnio pede equilíbrio entre a vida pessoal e profissional dos cancerianos do segundo decanato. Isto porque, estando ambos signos em oposição, é fácil para este nativo se perder em uma destas duas facetas da vida. Não é incomum vermos cancerianos que se dedicam a trabalhar arduamente durante toda a sua juventude, esperando para formar família em idade mais avançada, quando já alcançaram a sua suposta segurança. Ou, o contrário: cancerianos que renunciam a toda e qualquer vida profissional em prol de criar uma família desde muito cedo. A lição é que, nesta equação, não precisa ser um ou outro. Podem ser os dois. Este é o ensinamento de Plutão para estes nativos.

PRIMEIRO DECANATO - DE 21 DE JUNHO A 1º DE JULHO

Para os nativos do primeiro decanato não existem trânsitos de planetas lentos significativos, mas algumas janelas de tempo podem ser identificadas como favoráveis a algumas ações específicas. Por exemplo, aproveite o período entre 4 e 22 de junho para dar início a projetos audaciosos, que exijam uma dose de coragem, pois o trânsito de Marte em conjunção ao seu Sol vai dar o empurrãozinho que você precisa. O dia 30 de junho é excelente para "vender o seu peixe", já que Marte e Mercúrio fazem conjunção em seu signo, alinhando sua ação e comunicação às suas atitudes e ao que acredita. Cuidado, apenas, para não ser assertivo demais na "entrega" da mensagem: quando Marte e Mercúrio se reúnem, dificilmente temos "papas na língua".

ASCENDENTE EM CÂNCER

Para os nativos de ascendente em Câncer, mudanças na área conjugal e profissional (imagem pública e carreira) estão promovendo uma revolução completa em suas vidas.

Alguns cenários são possíveis quando há uma quadratura entre a Casa 7 (das relações estáveis) e o ponto mais alto do Mapa, a Casa 10. Uma das possibilidades é se dar conta de que o par não corresponde ao que você quer para a sua vida e perceber que (para continuar com ele) deve renunciar ao que havia planejado no que diz respeito ao casamento e vida a dois. Você pode ter sonhado, por exemplo, com uma pessoa parceira lógica e dedicada ao trabalho, mas caiu de amores por uma criatura sonhadora e artística. Neste caso, a decisão será: "vale a pena renunciar ao meu ideal de parceria para continuar com essa pessoa?". Outro cenário possível é que o nativo precise escolher uma das áreas (carreira ou relacionamento), já que dificilmente será possível conciliar harmonicamente as duas.

Por exemplo: a cara-metade recebe uma proposta de relocação irrecusável e, para acompanhá-la, você tem que abandonar a sua carreira e o seu projeto profissional. Ou pode receber uma proposta profissional que não é compatível com aquilo que o seu par deseja. Com isso, terá que escolher o que vai renunciar. Existe uma incompatibilidade entre estas duas áreas e o nativo deverá escolher qual delas faz mais sentido para sua vida. Ele até poderá manter as duas e decidir não priorizar apenas uma, mas não o fará sem estresse.